Brasil Principais Notícias

MTur inicia visita técnica em Novo Airão (AM) para apoiar turismo náutico

Objetivo é diagnosticar a atual situação da infraestrutura de apoio e desenvolver o turismo náutico de recreio e esporte na cidade

Ministério do Turismo iniciou nesta quarta-feira (07.12) visita técnica à cidade de Novo Airão, no Amazonas, com o objetivo de iniciar o desenvolvimento de projetos para o aprimoramento da infraestrutura náutica. A ação faz parte de uma parceria entre a Pasta e o Laboratório de Transporte e Logística (LabTrans) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que possibilitará a elaboração de projetos de engenharia para a construção de píeres, marinas e rampas públicas.

Segundo o ministro do Turismo, Carlos Brito, a visita faz parte de um pacote de ações lançado pelo Ministério do Turismo no início do ano para promover e estruturar este segmento no país. “Assim como Novo Airão, outros municípios do país já receberam a nossa equipe para uma avaliação estrutural e para dar continuidade e/ou iniciar projetos que trarão mais turistas para a nossa cidade. Novo Airão é um polo importantíssimo do nosso país para este segmento e receberá em breve um diagnóstico da nossa equipe”, destacou.

A equipe iniciou a visita no Porto do Padre Novo, onde deverá ser desenvolvido um projeto de píer turístico público. Com a ideia, será possível melhorar a recepção dos turistas que chegarem à cidade, conhecida principalmente pelo Parque Nacional de Anavilhanas, dando conforto e comodidade à população. Além de Novo Airão (AM), Corumbá (MS), Natal (RN), Santarém (PA), Peruíbe (SP) e Fernando de Noronha (PE) já receberam visitas técnicas.

Além desta iniciativa, o Ministério do Turismo tem trabalhado em diversas frentes para aprimorar o turismo náutico no país. Entre elas estão o reconhecimento da profissão de condutor de turismo náutico, uma linha de financiamento com a Caixa Econômica Federal voltada para a infraestrutura náutica e equipamentos e medidas de permissão e facilitação para a prática de turismo náutico de esporte e recreio. A Pasta também vem conversando com outros órgãos, como a Marinha, para a revisão da Política Marítima Nacional (PMN).

TURISMO NÁUTICO – A atividade é caracterizada pelo contato com a água, seja salgada ou doce, e está ligada à navegação, à prática de esportes aquáticos ou outras atividades realizadas na água. Outra característica importante é que, diferente de outros meios de transporte, as embarcações são os principais atrativos do turismo náutico, já que elas oferecem lazer e entretenimento, em vez de apenas deslocamento.

O Boletim de Inteligência Mercadológica do Ministério aponta que, com cerca de 8.500 quilômetros de litoral, 35 mil quilômetros de rios e canais navegáveis e mais 9.260 quilômetros de margens de reservatórios de água doce, lagos e lagoas, o Brasil apresenta um dos maiores potenciais de desenvolvimento do turismo náutico no mundo.

Para se ter uma ideia deste potencial, a última temporada de cruzeiros marítimos no país contou com oito navios no litoral brasileiro, um a mais do que na temporada anterior. Os impactos na economia e na geração de empregos beneficiaram destinos turísticos e empresas de atividades características do setor e de outros ramos, movimentando cerca de R$ 2,2 bilhões.

Por Victor MacielAssessoria de Comunicação do Ministério do Turismo Foto: Técnicos iniciaram a visita nesta quarta-feira (08.12). Crédito: Arquivo Pessoal

COMPARTILHAR

Related posts

Caixa conclui pagamento da parcela de fevereiro do Bolsa Família

Redação

Serviços gratuitos em homenagem às mulheres são oferecidos na Zona Norte de Manaus

Redação

Governo inicia pagamento do Abono Salarial 2024 a partir desta quinta-feira

Redação

Deixe um comentário