Brasil Principais Notícias

Internet Brasil chega para mais de 6 mil alunos do Nordeste

Projeto-piloto do programa distribuiu chips com acesso em banda larga à internet para estudantes da rede pública de ensino

O Ministério das Comunicações (MCom) concluiu a distribuição de chips do Internet Brasil para 15 escolas da rede pública de ensino básico nas cidades de Mossoró (RN), Caicó (RN), Caruaru (PE), Petrolina (PE), Juazeiro (BA) e Campina Grande (PB). Com o equipamento, 6.250 alunos a partir do 3° ano terão 20 gigabytes (Gb) mensais para acessar a internet por banda larga móvel.

O estudantes dos seis municípios nordestinos fazem parte dos 10 mil contemplados na primeira fase da Prova de Conceito (PoC) – o projeto-piloto do programa, executado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). A ação beneficia também as famílias dos alunos, já que a tecnologia pode ser utilizada dentro e fora das unidades escolares.

Os chips permitem a ativação ou desativação remota pela RNP, viabilizando a mudança de operadora em caso de necessidade. A privacidade on-line também está garantida, pois a operação cumpre com todos os requisitos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e não é realizado acompanhamento individual da navegação dos usuários.

ESPAÇO DE APRENDIZAGEM — O programa Internet Brasil foi instituído pela Lei 14.351/22 e tem por objetivo enriquecer o processo de aprendizagem para além dos muros da escola. O uso pedagógico é um dos principais objetivos do programa, mas não o único.

A distribuição de chips gratuitos pretende também democratizar o acesso à internet, uma vez que as famílias desses alunos também vão usufruir da conexão. Poderão se comunicar de maneira mais efetiva com a escola e os professores de seus filhos, além de ter acesso direto à informação.

Texto : ASCOM – Foto: Rodrigo Moura Oliveira

COMPARTILHAR

Related posts

MISS MANAUS será destaque da Vitória Régia.

Redação

Inscrições para exame de jovens e adultos terminam nesta sexta-feira

Redação

Acusada por morte do filho, Monique Medeiros volta à prisão

Redação

Deixe um comentário