Manaus Principais Notícias

Amazonas tem primeira unidade prisional feminina do país com 100% das internas trabalhando

O Amazonas é o primeiro estado do Brasil a ter uma unidade prisional feminina com 100% das internas inseridas em projetos de ressocialização. A Penitenciária Feminina de Manaus (PFM) conquistou a liderança no ranking do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, após atingir o pioneirismo no estado na semana passada.

Segundo o governador Wilson Lima, desde 2019 o Governo do Estado tem buscado parcerias para alavancar as iniciativas de ressocialização dentro das unidades prisionais.

“Quando assumimos o governo, tínhamos apenas 20 internos em todo o sistema prisional participando de trabalhos para remição de pena. Determinei que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) fosse em busca de parcerias com outros órgãos, públicos e privados, para trazer cursos e oficinas profissionalizantes, porque entendemos que é melhor termos um detento recuperado do que alguém que vai sair e voltar para a criminalidade”, avaliou Wilson Lima.

A PFM é uma unidade de regime fechado que conta, no momento, com 49 apenadas em suas dependências. Todas as reeducandas participam dos programas “Trabalhando a Liberdade” e “Conhecimento que Liberta”, iniciados na atual gestão, com o objetivo de promover a ressocialização e reintegração à sociedade das Pessoas Privadas de Liberdade (PPLs) por meio do trabalho e estudo.

Na última quinta-feira, (16/07), foi inaugurada a confeitaria e a panificadora da PFM. A unidade também está em processo de ampliação da sala de costura e na reativação do salão de beleza.

“Nosso foco é promover atividades de ressocialização que eliminem o ócio das apenadas e permitam realizar trabalhos autônomos quando saírem do sistema prisional, beneficiando tanto elas quanto a sociedade em geral, uma vez que abandonem o mau caminho”, afirmou o secretário da Seap, coronel Marcus Vinícius.

Capacitação – Só na PFM já foram promovidas diversas capacitações, como: Pintura Predial, Pintura em Tecidos, Jardinagem, Customização de Sandálias, Design de Sobrancelhas, Panificação, Corte e Costura. Com essa última, a unidade foi a primeira a confeccionar máscaras descartáveis para auxiliar no combate ao novo coronavírus, desde o início da pandemia na capital do Amazonas.

As detentas receberam capacitação nos cursos de Confecção de Ovos de Páscoa, Mão de Obra em Construção Civil, Depilação Básica, Corte e Escova, Confeitaria, todos voltados para geração de renda, podendo ser aproveitados após a saída do cárcere. Enquanto isso, o aprendizado é aproveitado nos serviços disponíveis dentro da unidade prisional, e como meio para remir suas penas, conforme prevê a Lei de Execução Penal (LEP).

FOTOS: Divulgação/Seap
Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap)

COMPARTILHAR

Related posts

Flamengo tenta confirmar classificação nas oitavas da Libertadores

Redação

Governo agiliza vistos para haitianos com parentes no Brasil

Redação

Sesc Amazonas anuncia inscrições para Festival de Calouros adulto e kids

Redação

Deixe um comentário