Manaus Principais Notícias

Projetos gratuitos que beneficiam migrantes e refugiados estão com inscrições abertas

A Organização da Sociedade Civil (OSC) Hermanitos abriu novas seleções gratuitas para dois projetos que vêm transformando a vida de pessoas migrantes e refugiadas venezuelanas em Manaus.

O primeiro projeto, intitulado ‘Jóvenes En Acción’, é voltado para adolescentes e jovens que visam uma oportunidade para entrar no mercado de trabalho, como menor ou jovem aprendiz  ou estágio. Ao todo, serão selecionados 30 jovens que participarão de uma série de cursos, oficinas e orientação profissional, com o objetivo de capacitá-los para vagas da primeira oportunidade profissional. 

Para participar, o adolescente ou jovem deve ter entre 14 e 22 anos, estar devidamente matriculado no ensino fundamental ou médio em Manaus e ter a sua documentação completa e atualizada, com RNM ou Refúgio, CPF, comprovante de endereço e declaração de escolaridade. As inscrições acontecerão, até sexta-feira, dia 19 de maio, por meio do link: https://abre.ai/gblh.

O “Jóvenes en Acción” é realizado pelo Hermanitos, em parceria com o Ministério Público do Trabalho do Amazonas e Roraima (MPT – AM/RR), a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), com apoio da Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) e do Tribunal Regional do Trabalho da 11a Região.

O segundo projeto do Hermanitos, com inscrições abertas até domingo, dia 21 de maio, é o ‘Mujeres Fuertes’ que é destinado a mulheres migrantes e refugiadas, que são mães solo e chefes de famílias. Desta vez, além de beneficiar mulheres venezuelanas, o programa também se estenderá à migrantes haitianas, em Manaus. Para saber mais, acesse o link: https://abre.ai/gbCX.

“São 50 vagas para a atividade que oferecerá diversos cursos, workshops e palestras visando qualificar essas mulheres no setor de beleza e estética, para que aconteça a oportunidade de geração de renda por meio do empreendedorismo, ou seja, ao final do projeto elas poderão fortalecer ou abrir o seu próprio negócio para garantir o sustento da sua família”, comentou o diretor presidente do Hermanitos, Tulio Duarte.

O projeto é realizado com recursos oriundos de reversão trabalhista do Ministério Público do Trabalho (MPT) e tem parceria com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e o Tribunal Regional da 11ª Região (TRT 11° Região).
— 
Fonte: Up Comunicação Inteligente – Emanuelle Aráujo

COMPARTILHAR

Related posts

Terceiro lote do Abono Salarial 2024 é liberado nesta segunda-feira (15)

Redação

Ricardo Lewandowski deixa o Supremo Tribunal Federal após 17 anos

Redação

Clínica cobra valores acessíveis em serviços médicos em Manaus

Redação

Deixe um comentário