Brasil Principais Notícias

Ministério das Mulheres e Uber firmam parceria para combater violência contra as mulheres

O foco da parceria é promover o Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher – que funcio

O Ministério das Mulheres do Governo Federal e a Uber anunciam parceria para o enfrentamento à violência contra as mulheres, por meio de uma campanha de divulgação da Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180, um serviço público e gratuito do governo federal que orienta sobre os direitos das mulheres e sobre os serviços da Rede de Atendimento à Mulher em situação de violência em todo o Brasil, além de analisar e encaminhar denúncias para os órgãos competentes.

Ao longo de março, mês que marca o Dia Internacional das Mulheres, usuários(as) e motoristas parceiros(as) da Uber vão receber comunicações regulares sobre o serviço e suas funcionalidades. Além do telefone 180, o serviço que funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, em todo o território nacional, também está disponível pelo whatsapp (61) 9610-0180.

Ao longo do ano de 2023, o canal passou por uma reestruturação e maior divulgação da Central em campanhas de utilidade pública, o que resultou em um aumento de 23% no volume de denúncias. No  total, a Central recebeu 568,6 mil telefonemas no período, o que equivale a 1.558 ligações diárias. A procura maior foi proveniente da Região Sudeste, com 288 mil chamadas, seguida da Região Nordeste, com quase 137 mil ligações. Já as regiões Norte e Centro-Oeste totalizaram pouco mais de 40 mil chamadas e a Região Sul, 57 mil.

“Temos trabalhado com prioridade na reestruturação e melhorias do Ligue 180, e isso envolve uma divulgação constante da Central com campanhas de utilidade pública e em espaços diversos por meio de parceiros, como a Uber. É importante que as mulheres em situação de violência e todas as pessoas que possam ajudá-las saibam que podem recorrer ao canal para pedir ajuda, informações, orientações e também fazer denúncias”, afirmou a Coordenadora-Geral do Ligue 180, Ellen Costa.

A iniciativa faz parte do compromisso público da Uber de enfrentamento à violência contra a mulher, materializado em parcerias com diversas organizações especialistas no tema, como MeToo Brasil, Instituto Patrícia Galvão, Instituto Avon e Instituto Igarapé. Em 2023, a Uber apoiou, pela segunda edição consecutiva, a pesquisa “Visível e Invisível: a Vitimização de Mulheres no Brasil” , realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O levantamento apontou que todas as formas de violência contra a mulher cresceram em 2022 em relação aos anos anteriores.

“Para a Uber faz todo sentido unir esforços em torno de iniciativas como essa que buscam fomentar uma cultura de segurança e respeito em nossa sociedade. O combate à violência contra a mulher é uma agenda prioritária para nós e estamos sempre em diálogo com especialistas, organizações do terceiro setor e autoridades para construir um futuro mais seguro para as mulheres brasileiras” comentou Gabriela Silveira, gerente de Políticas Públicas da Uber.

Painel do Ligue 180 – Lançado em fevereiro, o Painel Ligue 180 é uma ferramenta interativa que facilita o acesso da população e de gestores e gestoras às informações sobre a Rede de Atendimento às Mulheres. No Painel, é possível encontrar mais de 2,5 mil pontos de atenção às mulheres espalhados por todo o país. São Delegacias Especializadas e Núcleos ou Postos de Atendimento à Mulher em Delegacias Gerais; Núcleos da Mulher nas Defensorias Públicas (NUDEM); Promotorias Especializadas e Núcleos de Gênero nos Ministérios Públicos; Juizados e Varas Especializadas em Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; Centros de Referência e de Atendimento à Mulher (CRAMs, CEAMs etc.); Casas Abrigo, Casas de Acolhimento Provisório e Casas-de-Passagem; Serviços de Saúde a Pessoas em situação de violência sexual; Casa da Mulher Brasileira; e Patrulhas Maria da Penha. A ferramenta lançada pelo Ministério das Mulheres está disponível no seguinte link: gov.br/mulheres/ligue180. 

Ligue 180 – A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 é um serviço público e gratuito do governo federal que orienta sobre os direitos das mulheres e sobre os serviços da Rede de Atendimento à Mulher em situação de violência em todo o Brasil, além de analisar e encaminhar denúncias para os órgãos competentes. Funciona 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. Disponível também no WhatsApp: (61) 9610-0180.

Por: Ministério das Mulheres

COMPARTILHAR

Related posts

DOIS MUNDOS: “Fernando & Sorocaba na Pescaria” e “Nash” serão gravados em 2024

Redação

FAS mapeia iniciativas femininas indígenas para impulsionar a bioeconomia na Amazônia

Redação

Manaus recebe nova edição da Mostra Cinema e Direitos Humanos

Redação

Deixe um comentário