Agenda cultural Entretenimento Manaus Principais Notícias Vídeos

Lenda amazônica será apresentada em vídeo para crianças no YouTube

O projeto “Contando Lendas” foi realizado com recursos da Lei Aldir Blanc, por meio do prêmio Feliciano Lana

O projeto “Contando Lendas”, do produtor, cenógrafo e iluminador João Pedro Taneda, vai apresentar, em breve, o espetáculo “A Lenda da Cobra Grande”. A produção recebeu o incentivo do governo federal, por meio da Lei Aldir Blanc, e do prêmio Feliciano Lana, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

O produtor artístico conta que “Contando Lendas” ainda não tem data para estrear, mas que falta pouco para o espetáculo ser exibido no seu canal no YouTube. Ele explica que, assim que a data for anunciada, os internautas mirins já podem assistir ao espetáculo acessando o link 

“É um projeto que propõe a temporada, no YouTube, da encenação teatral infantil ‘A Lenda da Cobra Grande’. Assim, ao invés de levar as crianças ao teatro, o teatro é que será levado à casa das crianças”, afirma João Pedro.

Ele ressalta que, principalmente neste momento de pandemia da Covid-19, é importante manter as crianças em segurança, na proteção de seus lares. “Como a pandemia tem mantido as pessoas em isolamento, é preciso cuidar do estado mental de todos, sobretudo das crianças, por isso trazemos o lúdico e o sonho diante de um momento tão obscuro”.

Para ele é importante proporcionar às crianças, que não estão acostumadas a ficarem isoladas socialmente, momentos de alegria, entretenimento e encantamento. “Para isso, escolhemos este espetáculo, que reúne teatro, animação, narração de história e lenda amazônica”, explica o produtor.

Recursos artísticos

O mito é encenado por atores locais, que buscaram uma interpretação leve e divertida, contextualizando a história com diversas técnicas e recursos artísticos, como utilização de bonecos, músicas, brincadeiras e poesias.

“É uma dramaturgia inspirada nos contadores de causos amazônicos. Esperamos que a peça tenha comunicação imediata com o expectador, principalmente os que conhecem a história, e que, ao assisti-la, se entusiasmem. Afinal, o trabalho envolve, além da arte da animação de bonecos, a coleta do lendário e da cultura popular do Amazonas. Assim, procuramos valorizar nossa cultura através de um dos contos mais transmitido de forma oral através dos tempos”.

Ficha técnica

O espetáculo tem produção artística de João Pedro Taneda. A direção é de Narda Telles. Na encenação, participam os atores Luzimar Santos e Denise Lima. O material gráfico foi criado por Diego Lima. A divulgação nas plataformas digitais e nas redes sociais foi realizada por Arnoldo Chaves. A produção do vídeo ficou a cargo do designer e videomaker Brendo Balieiro.

Currículo artístico

João Pedro Taneda trabalha como produtor artístico desde 2006, quando passou a integrar a Associação Amazônia Arte-Mythos. Desde então tem atuado em diversas produções da companhia. Como produtor artístico e cenotécnico, trabalhou em: “Yawê, o Pequeno Peixe Boi” (2006), “Prometheu” (2006), “Cici e as Formigas” (2007), “Antígona” (2008), “Brincando em Cena” (2010), “Assembleia das Árvores” (2010), “A Menina e o Tempo” (2015), “A Incrível Viagem de Mariana” (2015) e “A Menina dos Brincos de Ouro” (2015).

Também fez produção artística para os seguintes espetáculos: “Dona Chuva e Dona Selva Contra O Senhor Moto Serra (2009), “Lenda da Cobra Norato” (2012), “As Bacantes” (2013), na participação da peça “Medéia” (2014) na Mostra 10 Anos do Festival de Teatro da Amazônia e “A Menina e o Tempo” (2020). Em 2010, foi o realizador do projeto “Teatro para todos em Manaus” – Circulação de espetáculos na Rua – Prêmio Secretaria Municipal de Cultura.

Por Guilherme Gill

COMPARTILHAR

Related posts

Quem for flagrado sem máscara em Manaus será multado

Redação

Saúde incorpora ao SUS dois medicamentos contra anemia

Redação

Kamisa 10 se prepara para lançar terceira parte de “Na Vibe do K10”

Redação

Deixe um comentário