Manaus Principais Notícias

Desvendando mitos: o sucesso do transplante capilar em Manaus

No mundo da estética e da saúde, o transplante capilar é uma solução cada vez mais acessível e popular para quem convive com a queda de cabelo e a calvície em Manaus. No entanto, como acontece com muitos procedimentos médicos, são frequentes os mitos, as dúvidas e as informações imprecisas.

De acordo com o médico Sidharta Gadelha, da Mais Cabello Manaus, desde a chegada da clínica especializada na cidade, o transplante se tornou um sucesso (com uma média mensal de 20 procedimentos realizados) por conta dos excelentes resultados, segurança e da grande demanda de pessoas interessadas, uma vez que anteriormente quem quisesse fazê-lo, teria que viajar para outras cidades e países, o que tornava o tratamento muito caro.

“A primeira coisa a esclarecer é que implante e transplante capilar são muito diferentes. O implante é uma técnica antiga que utiliza fios artificiais no couro cabeludo o que dava o aspecto de ‘cabelo de boneca’ e com alta taxa de rejeição. Na Mais Cabello, usamos o transplante mais moderno e consiste na retirada de unidades foliculares naturais diretamente de áreas doadoras do próprio paciente para implantar na área receptora, favorecendo o crescimento normal e permanente”, explicou o especialista, que a seguir responde outros questionamentos sobre o tema.

Os fios transplantados podem ser rejeitados?

Não, porque na Mais Cabello os fios utilizados são do próprio couro cabeludo do paciente e até de outras partes do seu corpo, como barba e peitoral, se houver necessidade. Não há rejeição, mas é necessário que todo o procedimento seja feito e acompanhado por uma equipe experiente que avalia as condições de saúde, vascularização do couro cabeludo e os cuidados pós-operatórios.

Mulheres precisam raspar toda a cabeça para fazer o transplante?

Não, apenas a área afetada. O número de mulheres atendidas na Mais Cabello é cada vez maior por conta dos excelentes resultados e as demandas principais são na reconstrução da linha frontal capilar, recuperação do volume, principalmente no topo da cabeça, e por motivo de doenças, cicatrizes ou uso de produtos químicos e tinturas.

O transplante capilar é definitivo?

É definitivo e os resultados são permanentes desde que a área doadora seja correta, com folículos extraídos e implantados que não tenham o gene da calvície. A Mais Cabello faz uma avaliação total do paciente e do couro cabeludo. A calvície é um processo contínuo e apesar dos folículos transplantados serem definitivos, aqueles que já existem na área receptora podem continuar caindo.

A cirurgia de transplante capilar é arriscada?

É totalmente segura e na Mais Cabello é realizado por uma equipe médica experiente e qualificada que realiza exames e avalições do quadro de saúde do paciente. Os procedimento são minimamente invasivos, com anestesia local, rápida recuperação e o paciente pode retomar suas atividades no mesmo dia, com resultados que começam a aparecer em poucos meses.

Como é o dia seguinte após o transplante?

O paciente da Mais Cabello passa por avaliações periódicas quando retorna à clínica para retirar o curativo e lavar a cabeça. Na ocasião é feita a primeira avaliação e todas as etapas são registradas e documentadas durante um ano, uma vez que os fios definitivos começam a surgir após o terceiro mês. Nos dias seguintes é necessário tomar alguns cuidados como evitar pegar sol e realizar sessões de terapias e massagens.

A Mais Cabello Manaus realiza, diariamente e com agendamento, avaliações gratuitas e on-line dos fios e do couro cabeludo em sua clínica no Vieiralves. Para agendar, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (92) 9.9466 9367 ou visitar pessoalmente a clínica localizada na Rua Javari, 684.

Fonte Press Comunicação

COMPARTILHAR

Related posts

Fundo dará R$ 1,8 milhão para festivais que defendam sustentabilidade

Redação

Associação de mulheres vítimas de violência ampliará atendimentos em Iranduba

Redação

Copa do Brasil: Fla bate Grêmio em Porto Alegre e fica perto da final

Redação

Deixe um comentário