Brasil Principais Notícias

Polícia Federal faz operações de combate ao abuso sexual infantojuvenil

Em seis municípios, agentes apreenderam materiais e prenderam suspeitos. Ações antecedem o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (17), operações de combate ao abuso sexual infantil e formas de exploração comercial do crime. As prisões e apreensões antecedem o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que ocorrerá neste sábado, 18 de maio.

Em Pernambuco, a Operação Crespo tem o objetivo de combater o armazenamento e divulgação de imagens contendo cenas de abuso sexual infantojuvenil. As investigações se referem a quatro inquéritos policiais, que foram instaurados entre os anos de 2019 e 2022.

Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nos municípios do Recife, Olinda, Paulista e Vitória de Santo Antão. O objetivo é localizar e apreender computadores, notebooks, celulares e mídias com potencial de armazenamento de imagens e vídeos.

Os materiais apreendidos durante a ação serão submetidos a exames periciais visando a obtenção de evidências que comprovem a prática dos crimes investigados.

Leia também: Ação federal contra abuso sexual resgata 163 crianças e adolescentes

Os envolvidos na prática criminosa poderão responder pela prática dos crimes de divulgação e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil, produção de cenas de abuso sexual infantojuvenil e estupro de vulnerável.

No Espírito Santo, a PF deflagrou, na cidade de Piúma a Operação Vigilância I para cumprimento de  um mandado de prisão preventiva e um de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de Vitória, para repressão do mesmo tipo de crime, a divulgação e comercialização de material erótico envolvendo crianças e adolescentes.

Além do cumprimento da prisão preventiva, o investigado também foi preso em flagrante por estar em posse de vídeos e imagens contendo abuso sexual infantil, em sua maioria envolvendo crianças menores de sete anos de idade.

Na residência do investigado foram apreendidos dois celulares, dois HDs, dois pendrives e um cartão de memória.

As investigações prosseguem para comprovar a participação deste e outros suspeitos que têm atuação criminosa na rede mundial de computadores.

Já em Londrina (PR), a Operação Maio Laranja cumpriu um mandado de busca e apreensão. Durante a busca, um homem foi preso em flagrante pelo armazenamento de imagens e vídeos relacionados ao abuso sexual infantojuvenil em seu celular.

Em Belém (PA), a Operação Proteção cumpriu um mandado de busca e apreensão. Policiais federais encontraram o aparelho celular do investigado com os vestígios do crime. O objeto foi apreendido e passará por perícia técnica para extração dos dados.

Ainda nesta sexta, a operação The Last Time apreendeu mídias relacionadas ao abuso sexual infantojuvenil, em Tucuruí, no Pará. Um suspeito foi preso em sua residência após a prisão ser decretada preventivamente pelo juízo federal sediado na cidade. O celular em posse do investigado foi apreendido por conter grande quantidade de arquivos de exploração sexual infantojuvenil. Além de armazenar e compartilhar conteúdos pornográficos, o investigado é suspeito de produzir as imagens.

Por Polícia Federal

COMPARTILHAR

Related posts

Brigadistas intensificam trabalho de combate a incêndios no Pantanal

Redação

Zanin se apresenta aos senadores da CCJ

Redação

Enem: prazo para pedir isenção da taxa de inscrição começa nesta segunda (15)

Redação

Deixe um comentário