Brasil Principais Notícias

PMs do Tocantins vão reforçar Força Nacional em Brasília

Eles vão se unir a contingentes de oito estados

A Força Nacional de Segurança Pública receberá o reforço de policiais militares do estado do Tocantins nas atividades de segurança pública no Distrito Federal. A medida foi adotada após atos antidemocráticos que culminaram na invasão e depredação das sedes dos Três Poderes em Brasília, no último domingo (8).

Portaria nº 282, de 12 de janeiro de 2023, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, está publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (13). 

Eles vão se unir a contingentes do Ceará, Piauí, da Bahia, de Alagoas, Goiás, do Rio Grande do Norte, Maranhão e Rio Grande do Sul, que já haviam sido autorizados em portaria anterior, publicada no Diário Oficial na terça-feira (10). 

O documento diz ainda que o secretário nacional de Segurança Pública e o diretor da Força Nacional serão os responsáveis pelas providências visando à efetivação da medida.

Bloqueio de contas

Ontem (12), o juiz federal Francisco Alexandre Ribeiro aceitou o pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) para o bloqueio de bens de 52 pessoas físicas e sete jurídicas acusadas de envolvimento nos atos antidemocráticos. O total bloqueado chega a R$ 6,5 milhões e representa o valor dos prejuízos apurado até o momento.

De acordo com a AGU, os alvos são responsáveis por pagar o fretamento de ônibus para levar a Brasília pessoas inconformadas com o resultado das eleições de 2022, que cometeram atos de vandalismo contra o Congresso Nacional, Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal.

Publicado por Agencia Brasil / Foto: José Cruz

COMPARTILHAR

Related posts

Brasil gerou 64 quilos de resíduos plásticos por pessoa em 2022

Redação

Anemia falciforme foi invisibilizada pelo racismo, mostram entidades

Redação

Ação de motoristas e cobradores atrasa saída de ônibus em São Paulo

Redação

Deixe um comentário