Brasil Principais Notícias

“Hexacampeonato”? No turismo, sim, o Brasil tem!

País acumula seis importantes conquistas internacionais ao longo de 2022, envolvendo o setor hoteleiro, de cruzeiros, pizzarias, sorveterias e queijos, além de um famoso bairro de São Paulo (SP)

Em tempos de Copa do Mundo Fifa 2022 no Catar, com a expectativa do tão aguardado hexacampeonato de futebol, e também da forte recuperação do turismo após os impactos da pandemia de Covid-19, o Brasil ostenta neste ano a conquista de uma série de títulos internacionais que reforçam a sua imagem como um importante destino turístico global. Por isso, a Agência de Notícias do Turismo selecionou seis destas premiações conquistadas apenas neste ano. De hotéis a cruzeiros, passando por pizzarias, sorveterias, queijos e até um ilustre bairro de São Paulo (SP), os reconhecimentos ajudam a valorizar o turismo nacional.

Um dos exemplos vem do setor hoteleiro: seis empreendimentos se classificaram entre os melhores da América do Sul no 25º Prêmio Readers´ Choice Awards, da tradicional revista britânica Condé Nast Traveler. A lista inclui o Rosewood, de São Paulo (SP), na 8ª posição; o Belmond Copacabana Palace, do Rio de Janeiro (RJ), no 9º lugar; o Tivoli Mofarrej, também da capital paulista (12ª posição); o Fasano São Paulo (SP), no 15º posto; o Fairmont Rio de Janeiro (RJ), na 16ª colocação; e o The Carioca (RJ), no 20º lugar.

Resorts brasileiros mereceram igualmente destaque. E bota destaque nisso! O UXUA Casa Hotel & Spa, situado na charmosa cidade de Trancoso (BA), ficou, nada mais, nada menos, que em 1º lugar no mesmo Readers´Choice Awards. O 5º lugar também coube ao Brasil, representado pelo Fasano Boa Vista, de Porto Feliz (SP), bem como a 15ª posição, conferida ao Fasano de Trancoso (BA). Já o Anantara Spa, do Tivoli Ecoresort Praia do Forte, na Bahia, foi indicado como uma das melhores empresas do tipo da América Latina no World Spa Awards.

Outra conquista vem das águas. Ou melhor, sobre elas. Não bastasse o país vivenciar a maior temporada de cruzeiros dos últimos 10 anos, com um impacto econômico estimado de R$ 3,3 bilhões e a perspectiva de gerar 43 mil empregos, o Brasil foi eleito o melhor destino da América do Sul para viagens do tipo entre jovens no “World Travel Awards”, iniciativa que reconhece a excelência em viagens e turismo. A mesma premiação consagrou o Rio de Janeiro (RJ) como o melhor destino da América do Sul em turismo de esportes.

O ministro do Turismo, Carlos Brito, ressalta que os títulos comprovam o enorme potencial do Brasil no setor. “Esses reconhecimentos comprovam que o Brasil tem a oferecer aos seus visitantes, tanto a brasileiros como estrangeiros, atrativos com o mesmo nível – ou até melhor – que o viajante encontra em outros destinos mundiais. Títulos como esses favorecem o posicionamento do Brasil como um destino capaz de despertar o interesse de turistas de todo o mundo”, observa.

A capital paulista também abriga um dos bairros mais legais do mundo, eleitos pela revista inglesa Time Out. Trata-se da boêmia Vila Madalena, famosa por ser a casa de inúmeros bares, restaurantes e galerias de grafite, entre vários outros atrativos. A região conquistou o 13º lugar em um ranking de 51 destinos mundiais apontados pelo periódico britânico após colher opiniões de 20 mil viajantes selecionados, editores e colaboradores da publicação, em quesitos como cultura geral, cultura de rua, vida noturna, vida comunitária e gastronomia.

ALIMENTAÇÃO – A excelência da gastronomia brasileira, muito apreciada mundo afora, também rendeu valiosas conquistas ao país. A começar por um produto que tem no clima quente do país um ambiente perfeito para o seu consumo: o sorvete. Duas gelaterias nacionais foram incluídas no ranking das melhores casas do planeta durante o Festival Mundial do Gelato, realizado em Roma, na Itália. O Brasil foi representado pelas sorveterias Cairu, de Belém do Pará, e San Lorenzo, de São Paulo (SP).

Outra deliciosa iguaria proporcionou reconhecimento ao Brasil. Quinze queijos nacionais receberam medalhas na 34ª edição do World Cheese Awards, uma das principais competições mundiais do gênero. Organizada pela editora britânica Guild of Fine Food, especializada em alimentos gourmet, a seleção consagrou produtos como o Lua Cheia, do fabricante Serra das Antas de Bueno Brandão (MG), e o Morro Azul, da Pomerode Alimentos, produzido em Pomerode (SC), que receberam a medalha Super Ouro, a mais alta honraria da competição.

Ainda no quesito alimentação, três pizzarias da capital paulista passaram a figurar no ranking das melhores casas de massas do mundo, divulgado pela premiação italiana “50 Top Pizza”: a Pizza da Mooca, que ocupa a 77ª posição; a Leggera Pizza Napoletana, no 83º lugar, e a QT Pizza Bar, na 99ª colocação. Os três estabelecimentos brasileiros se destacaram pela produção de sabores napolitanos, de massa fina e feitas para consumo individual.

MTUR NA COPA – Em alusão à Copa do Mundo do Catar, o MTur criou o seu próprio álbum de figurinhas, estrelado por 11 monumentos nacionais (Saiba mais AQUI). A publicação reúne atrativos como o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro (RJ), e as estátuas de Juscelino Kubitscheck, em Brasília (DF), e de Padre Cícero, em Juazeiro do Norte (CE). Há espaço também para estátuas de Pelé, em Santos (SP), e de Arthur Antunes Coimbra, o Zico, eterno ídolo do Flamengo, na capital fluminense, entre outras.

Por André MartinsAssessoria de Comunicação do Ministério do Turismo – Foto: Danilo Borges/MTur

COMPARTILHAR

Related posts

Feriado aumenta movimento em rodovias e aeroportos paulista

Redação

CMN eleva limites de financiamento para a agricultura familiar

Redação

Ministro do STF suspende trechos da Lei de Improbidade

Redação

Deixe um comentário