Manaus Principais Notícias

Funcionário do IML do Amazonas é demitido após fazer sexo com cadáver

O auxiliar de necropsia do Instituto Mediaco Legal (IML), Wanderley dos Santos Silva, 52, foi demitido após ter sido flagrado mantendo relações sexuais com o cadáver de uma mulher.

O funcionário foi flagrado por um perito criminal que estava de plantão no dia do ocorrido, na noite de 24 de Novembro.
O perito teria ido à sala de necropsia coletar dados sobre um cadáver e acabou encontrando Wanderley sobre o cadáver.

O caso foi comunicado a direção do Departamento de Polícia Técnico e Científica (DPTC) e o diretor Lin Hung foi ao local e demitiu o funcionário.

Conforme o Art. 212 do Código Penal , ter relações sexuais com cadáver configura crime de vilipêndio de cadáver, com pena de um a três anos de prisão.

“O Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC) informa que pediu abertura de um inquérito policial para investigar denúncias de prática de necrofilia por um auxiliar de necropsia do órgão.
O caso está sendo investigado pelo 27 DIP.

COMPARTILHAR

Related posts

Inflação da construção civil cai para 0,08% em fevereiro, diz IBGE

Redação

Sul da Bahia volta a ser atingido por chuvas fortes

Redação

Caixa paga novo Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 4

Redação

Deixe um comentário