Brasil Principais Notícias

Ministério de Minas e Energia atua para garantir abastecimento de combustíveis no RS

Integração de produtores de combustíveis e biocombustíveis, do segmento de distribuição e da revenda é fundamental para manter a regularidade do abastecimento

O Ministério de Minas e Energia (MME) realizou no domingo (5/5), a segunda reunião do Comitê de Monitoramento da situação do abastecimento de combustíveis no Rio Grande do Sul para a troca de informações e debate sobre as ações necessárias para a garantia do suprimento.

O trabalho de monitoramento constante segue a orientação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sob coordenação da Casa Civil. O MME tem fortalecido as ações para socorro à população do Rio Grande do Sul, após as chuvas de grandes proporções que atingiram o estado na última semana. O ministério vem atuando para o restabelecimento da energia elétrica o mais breve possível nas regiões afetadas, assim como o abastecimento de combustíveis e gás de cozinha.

O impacto das chuvas no abastecimento de combustíveis no Rio Grande do Sul é acompanhado diariamente pelo MME, por meio de reuniões com a participação dos agentes de mercado e outros órgãos governamentais, realizando a coordenação de ações para garantir a regularidade do abastecimento estadual.

A redução da assimetria de informações e coordenação de esforços é fundamental para proposição de medidas assertivas e tempestivas que minimizem o impacto da situação de calamidade pública, em decorrência das chuvas intensas, e garantam o abastecimento para a população do Estado.

Para o Ministro Alexandre Silveira, “o esforço coordenado para manter o abastecimento dos combustíveis é fundamental e tem sido feito em parceria com o governo do Estado”.

A reunião foi conduzida pelo Secretário Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Pietro Mendes, e teve a participação do Diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Fernando Moura, do Secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Ernani Polo, do Secretário de Logística e Transportes do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Juvir Costella, o Superintendente de Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Estado do Rio Grande do Sul, Hiratan Pinheiro da Silva, bem como de representantes de empresas e associações do setor de combustíveis e biocombustíveis.

Durante a reunião foi destacado que não há falta de produto na Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), situada em Canoas (RS). A refinaria segue em operação com carga reduzida, mas com sobre-estoque de combustíveis. A redução da demanda de produto pelos distribuidores na refinaria ocorre devido às condições restritas dos acessos rodoviários e de algumas instalações dos distribuidores terem sido afetadas pelas cheias. Apesar dessa situação, importante também registrar que a Refap é autossuficiente em energia elétrica, não havendo exposição a eventuais desligamentos de subestações na região ou corte no fornecimento de eletricidade.

Em caráter emergencial, a ANP adotou medidas temporárias a fim de assegurar o fornecimento de combustíveis, autorizando a flexibilização da adição de biodiesel no diesel e de etanol anidro na gasolina no estado, com o compromisso de acompanhar diariamente a evolução da situação e, havendo fundada necessidade, revisitar a decisão.

Já está convocada a próxima reunião para esta segunda-feira (6/5). O Ministério de Minas e Energia trabalha para garantir o abastecimento de combustíveis no Rio Grande do Sul, contando com a colaboração dos agentes privados e outros entes públicos para uma atuação conjunta.

Por Agencia Gov

COMPARTILHAR

Related posts

Sessões de psicografia com os médiuns Rogério Leite e Marli Mansini em Manaus

Redação

Receita libera quinta programa gerador do IR 2023

Redação

Com Ivete Sangalo, Thiago Aquino destaca primeira faixa do DVD gravado em Salvador

Redação

Deixe um comentário