Brasil Principais Notícias

Governo Federal articula parceria para criar Parque Tecnológico Aeroespacial

Unidade que funcionará na Bahia terá papel fundamental no desenvolvimento regional da indústria aeroespacial e na realização de pesquisas avançadas no setor

O Governo Federal deve firmar um acordo de parceria, por meio do Ministério da Defesa e do Comando da Aeronáutica, com o Estado da Bahia e o Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Cimatec). O documento, que deve ser assinado na próxima quinta-feira (18/01), formaliza a criação do Parque Tecnológico Aeroespacial da Bahia, a fim de promover o desenvolvimento regional da indústria aeroespacial.

O Parque Tecnológico Aeroespacial da Bahia será instalado, futuramente, na Base Aérea de Salvador — em área cedida pela União ao Senai Cimatec, que será a instituição responsável pela gestão da unidade. O Parque Tecnológico será um ambiente dedicado ao fomento do ensino, à realização de pesquisas avançadas e à promoção da inovação no campo aeroespacial.

Após a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica, no final de outubro passado, foi estabelecida uma comissão de estudo, composta por representantes do Ministério da Defesa, do Comando da Aeronáutica, do Governo da Bahia e do Senai Cimatec. Em 60 dias o grupo se dedicou à avaliação de viabilidade da implementação do novo centro. O relatório do trabalho, assinado em dezembro, concluiu que não há impedimento jurídico ou normativo à instalação do Parque em Salvador.

Além do presidente Lula para assinatura do acordo, estão previstas as presenças dos ministros Rui Costa (Casa Civil), José Mucio (Defesa) e Luciana Santos (Ciência, Tecnologia e Inovação); do governador baiano, Jerônimo Rodrigues; do presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), Carlos Henrique Passos; além de outras autoridades estaduais e representantes de empresas do setor aeroespacial.

Sobre a AEB 

A Agência Espacial Brasileira (AEB), órgão central do Sistema Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais (SINDAE), é uma autarquia pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira.

Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Por: Agência Espacial Brasileira (AEB)

COMPARTILHAR

Related posts

Vogue – Manauara Fashion Summer Digital.

Redação

Presidente sanciona lei que estabelece revisão anual da tabela do SUS

Redação

Caixa paga novo Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 4

Redação

Deixe um comentário