Brasil Política Principais Notícias

Pandora Papers: sonegadores e empresários comandam offshores

Neste domingo (3), o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) revelou que 66 dos maiores devedores de impostos no Brasil, cujas dívidas somam R$ 16,6 bilhões, mantém offshores com milhões depositados em paraísos fiscais. O caso conhecido como “Pandora Papers” expôs milhares de políticos, empresários e bilionários do mundo inteiro, inclusive 1.897 brasileiros – entre eles o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Entre os devedores de impostos no Brasil estão empresários como Eike Batista, que possui mais de R$ 3,8 bilhões inscritos na Dívida Ativa da Receita Federal e conta com com duas offshores registradas fora do País.

As empresas ficam registradas nesses paraísos fiscais porque a cobrança de impostos é menor (ou sequer existe taxação), além de contarem com uma rede de sigilo bancário que protege a identidade dos clientes. Essas empresas podem ser abertas para declaração de bens e imóveis, movimentação bancária ou ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro, por exemplo.

O Brasil permite offshores, desde que declaradas à Receita Federal.

Veja a lista completa de devedores que administram offshores no exterior clicando aqui. Essa lista foi feita pelo portal Metrópoles, integrante do ICIJ.

Acionistas de grandes empresas

Acionistas de empresas ou dono de companhias como a Prevent Senior, MRV Engenharia e Riachuelo são alguns dos figurões que foram expostos pelo Pandora Papers.

Entre eles estão: os irmãos Andrea, Eduardo e Fernando Parrillo, donos do plano de saúde Prevent Senior; o dono do grupo Guararapes (Riachuelo) e quase candidato à Presidência da República em 2018, Flávio Rocha; os donos da Grendene, Pedro e Alexandre Grendene; o patriarca da família Menin, Rubens Menin, e seus filhos, donos da MRV, do Banco Inter e da CNN Brasil, entre outras empresas; e o dono da Rede D’Or, Paulo Junqueira Moll.

Presidente da Crefisa, Leila Pereira, conhecida no mundo do futebol por ser influente nos bastidores do Palmeiras e pleitear a presidência do clube, também está na lista do Pandora Papers. Ela e José Roberto Lamacchia, seu marido e fundador da Crefisa, aparecem como proprietários da offshore Koba Investor Limited, sediada nas Ilhas Virgens Britânicas desde 2008.

Publicado por ISTOÉ

COMPARTILHAR

Related posts

Empresário de Deyverson se pronuncia sobre possível acerto com gigante brasileiro

Redação

Kiss remarca shows no Brasil para novembro por causa do coronavírus

Redação

Filha de repórter invade telejornal ao vivo e encanta: “A danadinha me tirou do prumo”

Redação

Deixe um comentário