Política Principais Notícias

Moraes determina que homem que ameaçou Lula não tenha prazo para ser liberado

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes converteu em preventiva a prisão de Ivan Rejane Forte, preso por ameaçar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ministro do STF.

Até então, Ivan Rejane estava preso de forma temporária, com cinco dias de prazo, e, com a mudança ficará detido sem prazo para ser liberado pelas autoridades. O homem foi preso após divulgar vídeos ofendendo e ameaçando o petista e ministro do Supremo Tribunal Federal.

A decisão de Moraes foi tomada após um pedido da Polícia Federal. Segundo o delegado responsável pelo caso, uma eventual soltura do homem, considerado um extremista, poderia ter impactos na ordem pública, “tanto pelo potencial prosseguimento na prática delitiva (como já demonstrado), quanto pela recepção de uma mensagem equivocada de que as condutas praticadas por Ivan Rejane são toleradas pelo Estado”.

Na decisão, o ministro afirma que que há “fortes indícios” de que Ivan Rejane Forte faça parte de uma associação criminosa.

“A prisão preventiva se trata, portanto, de medida razoável, adequada e proporcional para garantia da ordem pública com a cessação da prática criminosa reiterada, havendo, neste caso, fortes indícios de que o investigado integra associação criminosa”, argumentou Alexandre de Moraes.

Para a Polícia Federal, o homem tenta camuflar discurso de ódio como “liberdade de expressão”.

“É fato público e notório que a prática criminosa ora investigada está inserida em contexto mais abrangente de acirramento dos ânimos, do estímulo ao enfrentamento a oponentes políticos e de tentativas de enfraquecimento do Poder Judiciário, o qual inclusive é incumbido da realização do pleito eleitoral que se avizinha. Esse ambiente de incentivo à desobediência civil, à caça de ‘inimigos’, à camuflagem do discurso de ódio sob o manto da liberdade de expressão é, ao mesmo tempo, causa e efeito desse tipo de crime que tem se tornado tão frequente nos meses recentes”, explica a PF.

O que dizem os vídeos

Nos vídeos de Ivan Rejane, que levaram à prisão do homem, ele afirma que Lula deveria andar com seguranças, porque ele iria “caçar” o petista – e faz as mesmas ameaças contra a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e também contra o deputado Marcelo Freixo (PSB-RJ).

Em relação aos ministros do STF, Ivan Rejane repete que caçará os magistrados e cita Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Luiz Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia e Rosa Weber.

Publicado por Yahoo

COMPARTILHAR

Related posts

Em busca de sua terceira vitória no UFC, Danilo Marques fala sobre duelo brasileiro contra “estreante” Jailton “Malhadinho”

Redação

Mãos que Matam: Jandr Reis cria vídeo instalação sobre lixo e a cheia do Rio Negro

Redação

Anvisa se reúne com Pfizer para pré-submissão de Paxlovid

Redação

Deixe um comentário