Colunismo social Principais Notícias

Mãe de blogueira fala pela primeira vez sobre morte da filha

Publicado por Claudia

A mãe da blogueira Alinne Araújo, Elizabete, esteve na manhã desta quarta (17) no Encontro com Fátima Bernardes. No programa, ela contou que a filha já havia falado sobre a intenção de cometer suicídio, mas que ela não havia levado a fala a sério. 

“Ela falou comigo que ia fazer isso, mas eu não levei fé, eu não acreditei. Ela falou: ‘Meu mundo acabou, meu mundo acaba aqui’. Eu falei: ‘Não, filha. Você é jovem, linda, tinha duas faculdades’. Eu fiz que não entendi”, relatou.

Alinne iria se casar com Orlando Costa, mas o noivo desistiu do casamento às vésperas da cerimônia. Ela então se casou consigo mesma e recebeu comentários positivos e negativos pelas redes sociais. Pouco tempo depois, ela caiu de uma janela e morreu.

Emocionada, a mãe lamentou a situação. “Minha filha era joia rara, meu amor, minha vida. Meu mundo acabou”. 

Sayonara, uma tia da blogueira, também comentou a morte da sobrinha no programa. “Ela estava acostumada com apoio. Os 26 mil seguidores que ela tinha até então, antes do casamento eram todos com mesmo propósito. Pessoas depressivas, que estavam apoiando, que a seguiam por ter o mesmo propósito e doença. Ela não estava pronta para a quantidade de críticas. Tinham pessoas que acusaram ela de ter traído, que é uma inverdade, que ela só queria aparecer, foi muita coisa, foi uma avalanche”, afirmou.

A tia também eximiu Orlando de qualquer culpa. “Tinha dia que ela falava: ‘Tia, tem dois dias que não tomo banho, não estou nem aí para a minha unha. Não consigo. Só que esses últimos dias ela não estava assim, ninguém espera que na véspera do casamento aconteça um negócio desses. Ele não tem culpa, a gente não quer culpá-lo, é uma pessoa que foi muito boa pra ela. Ele cuidou dela o tempo todo. Mas aquilo foi a gota d’água, já tinha um copo cheio, e [teve] a questão da irresponsabilidade virtual de pessoas que a bombardearam de forma covarde”.

Ao Universa, do UOL, a melhor amiga da jovem de 24 anos e madrinha de casamento, Odara Marina Damasio, falou sobre assunto e contou que Alinne sofria de depressão e ansiedade desde os 15 anos de idade.

“Foram várias tentativas de suicídio. Há uns dois meses, ela ficou internada dois dias depois de tomar muitos remédios. Já se cortou também. Uma vez, a mãe dela pegou ela com metade do corpo para fora da janela.”

O ex-noivo chegou a se pronunciar sobre o assunto em sua conta no Instagram. “Não existo mais”, escreveu ele antes de apagar o perfil.

Onde buscar ajuda? 

O CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo de forma voluntária e gratuita todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias. 

A ligação para o CVV, em parceria com o SUS, pode ser feita pelo número 188. As ligações são gratuitas a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular. Também é possível acessar o site www.cvv.org.br para falar por chat, e-mail ou obter mais informações.

COMPARTILHAR

Related posts

Vulcão transformou cérebro de homem em vidro

Redação

Ronaldinho e Assis são presos no Paraguai após reviravolta no caso

Redação

Morre Ubirany, um dos líderes do Fundo de Quintal, vítima de Covid-19

Redação

Deixe um comentário