Esportes Principais Notícias

Globo repete ‘esquema UFC’ e terá retorno de Tyson ao vivo apenas no PPV

Mike Tyson enfrentará Roy Jones Jr, no dia 28 deste mês

A Rede Globo definiu o esquema de transmissão que fará para a luta de retorno ao ringue do lendário lutador Mike Tyson, que enfrentará Roy Jones Jr, no dia 28 deste mês. A exibição será semelhante ao tempo em que a emissora exibia eventos nacionais do UFC, até 2018. A empresa manterá a exclusividade ao seu canal de lutas em pay-per-view, o Combate. Com isso, apenas uma reprise em VT será mostrada para o público em geral na TV aberta, por volta da 1 da manhã, após o programa ‘Altas Horas’.

A informação foi confirmada pela emissora. A ideia da Globo, segundo apurou o UOL Esporte, é fazer com o que o Combate tenha um acréscimo de assinantes devido ao grande interesse do público. Por causa da pandemia do novo coronavírus, o Combate perdeu muitos assinantes e chegou a ficar com menos de 1 milhão de clientes, algo que não acontecia desde o início da década de 2010, quando o MMA se tornou popular no Brasil.

R$ 265 MIL POR LUTA

Este também foi um pedido dos promotores da luta no acordo para venderem o evento, que também tinha BandSports e DAZN como interessados pelos direitos de transmissão, antes de a Globo fechar o acordo. A emissora carioca pagou cerca de US$ 50 mil (cerca de R$ 265,3 mil no câmbio atual) para ter a exclusividade no Brasil do duelo Tyson x Roy Jones Jr.

Parte do valor das assinaturas do evento adquirida pela Globo irá para os cofres dos donos dos direitos. O modelo de negócio foi o mesmo que a emissora mantinha com o UFC até o fim do contrato, em 2018. Por pedido da maior empresa de MMA do mundo, a emissora mantinha eventos fora do Brasil em VT (na TV aberta), mostrando o card principal apenas 30 minutos após o seu fim.

A prioridade da transmissão ao vivo era no pay-per-view, onde a porcentagem do dinheiro arrecadado é muito maior em relação à exibição em canal aberto. A Globo, no fim, só poderia exibir eventos realizados no Brasil porque ajudava na promoção.

Já a partir deste fim de semana a emissora começa a divulgar com mais ênfase a exibição da luta no Combate. No domingo (22), serão exibidas duas reportagens em programas distintos. No ‘Esporte Espetacular’, o repórter Guilherme Roseguini viajou até a cidade de Catskill, a duas horas de Nova York (EUA), para conhecer a academia onde Tyson começou a lutar. O objetivo da matéria é entender mais sobre a personalidade do lutador e mostrar a preparação para a luta do dia 28.

Mais tarde, no ‘Fantástico’, a Globo mostrará o que significa, do ponto de vista da ciência, disputar uma luta de boxe após os 50 anos. Mesmo os dois lutadores estando fisicamente em forma, existe uma questão: o cérebro humano, diferentemente do corpo, não consegue driblar a passagem do tempo, ficando mais suscetível aos golpes.

Nas duas reportagens, os apresentadores vão atentar aos espectadores que a volta de Tyson ao ringue só será exibida ao vivo no pay-per-view. O Combate vende sua assinatura mensal ao custo de R$ 80. Um evento ou programa avulso pode ser adquirido por R$ 90.

A luta do retorno de Mike Tyson será contra Roy Jones Jr, outro nome consagrado do boxe mundial. Com carreiras enormes na modalidade entre os anos 80 e 90, os dois construíram cartéis invejáveis ao longo das suas vitoriosas carreiras. Tyson tem 50 vitórias, sendo 44 por nocaute. Já o adversário, apelidado de Capitão Gancho, devido à potência de seu gancho de direita, tem no currículo 66 vitórias, 47 por nocaute. A luta deve começar por volta das 23h30 (horário de Brasília).

Publicado por Folhapress

COMPARTILHAR

Related posts

Coreia do Sul acredita que Kim Jong-un está em viagem e passa bem

Redação

Record TV anuncia o retorno de Reinaldo Gottino, da CNN Brasil

Redação

Big Brother Canadá é cancelado devido à pandemia do novo coronavírus

Redação

Deixe um comentário