Colunismo social Principais Notícias

‘Fazer o certo requer coragem’, diz Dani Calabresa sobre acusações contra Marcius Melhem

A postagem ganhou o suporte de anônimos e celebridades

Marcius Melhem, ex-diretor da Globo responsável pelo departamento de humor da emissora, foi acusado de assédio sexual no fim do ano passado pela atriz Dani Calabresa. Anteriormente, outras mulheres já haviam procurado a direção para fazer denúncias, sem conhecimento público.

Em agosto, Melhem rompeu seu contrato com a Globo após 17 anos de casa sem maiores explicações sobre as acusações que circulavam na mídia.

Neste sábado (24), a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, publicou uma entrevista com a advogada criminalista Mayra Cotta, representante das vítimas e testemunhas no processo de compliance, que provocou uma reviravolta no caso.

Na tarde deste domingo (25), Dani Calabresa veio a público se manifestar. Ela usou sua conta no Twitter para postar uma foto com a mensagem: “Os inícios só acontecem quando você arrisca. Vai sem medo e se o medo bater, vai mesmo assim.” E completou com a afirmação de que “fazer o certo requer coragem.”

A postagem ganhou o suporte de anônimos e celebridades. “Você é gigante, amiga! Tenho muito orgulho de ti”, escreveu a atriz Bia Arantes.

Os humoristas Marcelo Adnet e Gregorio Duvivier também prestaram apoio às vítimas nas redes sociais. Adnet, que vinha sendo cobrado na internet para se posicionar desde que o caso emergira, e que chegou a dizer, no programa Roda Viva (TV Cultura), que desconhecia as acusações, publicou em seu Twitter: “Sobre a matéria de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo: todo meu apoio e solidariedade às vítimas!”.
Duvivier compartilhou o link da reportagem com a legenda: “Parabéns a Mônica pela matéria, e toda solidariedade às vítimas.”

À coluna, Melhem já havia negado as acusações e disse que colocava à disposição toda comunicação que tem arquivada, com qualquer pessoa que tenha trabalhado ou se relacionado com eles nesses anos. “Estou disposto a reconhecer meus erros, pedir desculpas e, se possível, reparar pessoas que eu tenha de qualquer forma magoado.”

Já a emissora Globo afirmou, também à coluna, que “não tolera comportamentos abusivos em suas equipes” e que o caso de Melhem foi apurado criteriosamente. “A Globo não comenta assuntos da área de compliance, mas reafirma que todo relato de assédio, moral ou sexual, é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento.”

Publicado por Folhapress

COMPARTILHAR

Related posts

WhatsApp já começa a aparecer com “novo nome” para alguns usuários

Redação

Menino com câncer terminal ganha carro usado por Lewis Hamilton

Redação

Cantora Millie Small, de ‘My Boy Lollipop’, morre na Inglaterra

Redação

Deixe um comentário