Esportes Principais Notícias

Dados de Neymar são usados em pedido de auxílio emergencial de R$ 600

Os dados do atacante Neymar, do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira, foram usado para solicitar o auxílio emergencial de R$ 600 pago a trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores e desempregados durante a pandemia do novo coronavírus. O pedido enviado à Caixa Econômica Federal conta com o CPF, data de nascimento e nome da mãe do jogador no cadastro.

O Estadão consultou o site da Caixa e confirmou que o auxílio foi aprovado, mas o banco está revisando a solicitação. “Seu cadastro foi identificado com indícios de desconformidades com a Lei 13.982/2020 e está sendo reavaliado”, informa o acompanhamento do auxílio emergencial.

A reportagem entrou em contato as assessorias de imprensa de Neymar e da Caixa Econômica Federal. O estafe do jogador confirmou que ele jamais solicitou o benefício e o banco informou que esse processo de análise cadastral é realizado pela Dataprev, como homologação do Ministério da Cidadania. “A Caixa não faz qualquer intereferência nesse processo, só realiza o pagamento de acordo com o que foi validado”.

Essa não é a primeira vez que o sistema é vítima de fraudes. Nesta quarta-feira, um relatório do Tribunal de Contas da União alertou para o risco de 8,1 milhões de brasileiros terem recebido indevidamente o auxílio emergencial.

Publicado por ESTADÃO

COMPARTILHAR

Related posts

Serra afirma ter sido surpreendido por ‘abusiva operação’

Redação

Zambelli disse que PF investigava governadores um dia antes de ação no RJ

Redação

Jojo Todynho e Patrícia Leitte trocam farpas: “O mundo dá voltas”

Redação

Deixe um comentário