Brasil Principais Notícias

Brasil terá frio atípico com ‘erupção polar’ e ‘chuva congelante’ nos próximos dias

Uma intensa onda de frio atípico para o mês de maio vai provocar uma queda acentuada de temperatura a partir da próxima segunda-feira (16) no Brasil, segundo apontam os serviços de meteorologia. A previsão é de neve e “chuva congelante” para estados do Sul, e geadas para outros trechos do país.

Cesar Soares, meteorologista da Climatempo, destaca que os termômetros devem ficar abaixo de 10°C em São Paulo, salientando que “esse pode ser o episódio de frio mais intenso deste ano.”

“Para quem está sentindo frio agora, digo que o frio ainda nem começou”, afirmou César Soares, em entrevista ao portal G1.

O frio que se aproxima vem sendo divulgado nas redes sociais como uma “erupção polar histórica”. O meteorologista da Climatempo afirma, no entanto, que o termo não existe na literatura da meteorologia. O que, de fato, vai ocorrer tecnicamente é o avanço de uma “massa polar”, que o especialista classifica como “muito intensa”.

De forma direta, serão impactados todos os estados do Centro-Sul do Brasil. O auge será entre os dias 16 e 22.

Ainda de acordo o especialista, o grande diferencial é que desta vez o deslocamento da massa de ar polar vai coincidir com a passagem de um ciclone extratropical, que vai trazer umidade e possibilitar a ocorrência de eventos mais incomuns: queda de neve e precipitação da chamada “chuva congelante”.

O especialista explica ainda que a neve é um fenômeno já mais conhecido: os flocos são formados já na nuvem e chegam ao solo no mesmo estado, enquanto a chuva congelante é um evento raro em nosso país.

Segundo ele, a chuva ocorre de forma normal, com a queda da gotícula na atmosfera, mas a água se congela ao tocar uma superfície.

Pessoas usando máscara  caminham em São Paulo, Brasil, em 20 de julho de 2021 em meio à pandemia de Covid-19 e onda de frio que atingiu a região. (Foto por Cris Faga/NurPhoto via Getty Images)
Pessoas usando máscara caminham em São Paulo, Brasil, em 20 de julho de 2021 em meio à pandemia de Covid-19 e onda de frio que atingiu a região. (Foto por Cris Faga/NurPhoto via Getty Images)

Em São Paulo, a previsão de temperatura pode chegar abaixo de 10°C. A previsão mais recente considera a possibilidade de mínimas em torno de 7 a 9°C.

No Sul, há condições para temperaturas abaixo de zero. Em Urupema (SC), de acordo com Soares, é possível que os termômetros cheguem a -8°C.

Há previsão de geada em várias áreas entre os dias 19 e 22 de maio. A geada ocorre quando é formada uma camada de gelo nas superfícies por causa da intensa redução de temperatura quando a umidade do ar está elevada.

A possibilidade é mais forte nos estados do Sul, da região Oeste paulista, em Mato Grosso do Sul e no sul de Minas Gerais. O meteorologista César Soares não descarta até mesmo a ocorrência de geada na capital paulista.

Ainda de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a queda das temperaturas mínimas vai afetar também os estados do Norte do Brasil.

“No Acre e em Rondônia, o frio deve causar o segundo episódio de friagem do mês”, explica o Inmet, citando que o primeiro episódio ocorreu entre os dias 4 e 5.

Publicado por Yahoo

COMPARTILHAR

Related posts

CCJ do Senado sabatina procurador-geral da República, Augusto Aras

Redação

BBB 21: Caio desmente VT da final e diz que chorou de raiva da Globo

Redação

Wilson Lima afirma que Ceti em área desocupada no Monte Horebe será um dos mais modernos do estado

Redação

Deixe um comentário